LEITURA DE OBRA DE ARTE "OPERÁRIOS" TARSILA DO AMARAL



*PROCEDIMENTOS
Conversar com os alunos sobre o tipo físico de cada um da sala: sua etnia, cor dos olhos, cabelo, altura etc...refletir sobre a questão da identidade, “quem sou eu?”, “quem é você?”, “quem somos nós, brasileiros?”

Apresentar as fotos de revistas e comparar os diferentes tipos físicos encontrados e comentar que muitos artistas gostavam de pintar a figura de pessoas e tipos físicos variados. Citar alguns: Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral etc.











APRESENTAR A OBRA “OPERÁRIOS”, DE TARSILA DO AMARAL




Pedir que observem e  percebam seus detalhes, suas formas, suas cores, apontem os elementos de fundo  e comentem sobre os diferentes tipos retratados nessa obra (Os Operários)
De início, incentive comentários sobre os aspectos visuais do quadro por meio de algumas questões
Como os personagens estão organizados?
Há uma geometria que dá ordem aos elementos?
Os personagens se agrupam ou são mostrados de forma isolada? Eles estão sérios ou sorridentes? Por que estão sérios? Quais as etnias que podemos identificar no quadro? São todas as pessoas da mesma idade? O número de mulheres equivale ao de homens?
Quais as cores usadas pela pintora?
O que são os cilindros verticais no canto superior da tela?
Que cidade é essa?
Quem são as pessoas representadas? Elas pertencem a diferentes raças ou classes sociais?
O que sugere o semblante das pessoas? Alguém arrisca dizer qual era a intenção da artista? O que a pintura está anunciando? Há nela alguma denúncia social?
Hoje, como poderíamos retratar uma cena de trabalhadores?


BIOGRAFIA

- Quem conhece a Tarsila?

- O que ela fez?

O QUE SABEMOS 

- É uma mulher

- É uma pintora - 

O QUE QUEREMOS SABER

- O que ela pintou?

- Ela é viva?

- Ela é nova ou velha?

- Onde viveu?

- Que música ela ouvia?

- Ela pintava pessoas?

- Ela pintava plantas?

- Ela gostava de pintar flores?

- Ela é bonita?

Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista. Nasceu na cidade de Capivari (interior de São Paulo), em 1 de setembro de 1886.

Biografia

Na adolescência, Tarsila estudou no Colégio Sion, localizado na cidade de São Paulo, porém, completou os estudos numa escola de Barcelona (Espanha).                                                        
                 Auto-retrato (1923) 

Desde jovem, Tarsila demonstrou muito interesse pelas artes plásticas. Aos 16 anos, pintou seu primeiro quadro, intitulado Sagrado Coração de Jesus.

Em 1906, casou-se pela primeira vez com André Teixeira Pinto e com ele teve sua única filha, Dulce. Após se separar, começa a estudar escultura.

Somente aos 31 anos começou a aprender as técnicas de pintura com Pedro Alexandrino Borges (pintor, professor e decorador).

Em 1920, foi estudar na Academia Julian (escola particular de artes plásticas) na cidade de Paris. Em 1922, participou do Salão Oficial dos Artistas da França, utilizando em suas obras as técnicas do cubismo.

Retornou para o Brasil em 1922, formando o "Grupo dos Cinco", junto com Anita Malfatti, Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del Picchia. Este grupo foi o mais importante da Semana de Arte Moderna de 1922.

Em 1923, retornou para a Europa e teve contatos com vários artistas e escritores ligados ao movimento modernista europeu. Entre as décadas de 1920 e 1930, pintou suas obras de maior importância e que fizeram grande sucesso no mundo das artes. Entre as obras desta fase, podemos citar as mais conhecidas: Abaporu (1928) e Operários (1933).

No final da década de 1920, Tarsila criou os movimentos Pau-Brasil e Antropofágico. Entre as propostas desta fase, Tarsila defendia que os artistas brasileiros deveriam conhecer bem a arte européia, porém deveriam criar uma estética brasileira, apenas inspirada nos movimentos europeus.

No ano de 1926, Tarsila casou-se com Oswald de Andrade, separando-se em 1930.

Entre os anos de 1936 e 1952, Tarsila trabalhou como colunista nos Diários Associados (grupo de mídia que envolvia jornais, rádios, revistas).

Tarsila do Amaral faleceu na cidade de São Paulo em 17 de janeiro de 1973. A grandiosidade e importância de seu conjunto artístico a tornou uma das grandes figuras artísticas brasileiras de todos os tempos.

Características de suas obras

- Uso de cores vivas
- Influência do cubismo (uso de formas geométricas)
- Abordagem de temas sociais, cotidianos e paisagens do Brasil
- Estética fora do padrão (influência do surrealismo na fase antropofágica)


Principais obras de Tarsila do Amaral

- Auto-retrato (1923)
- Retrato de Oswald de Andrade (1923)
- Estudo (Nú) (1923)
- São Paulo – Gazo (1924)
- Antropofagia (1929)
- A Cuca (1924)
- Pátio com Coração de Jesus (1921)
- Chapéu Azul (1922)
- Auto-retrato (1924)
- O Pescador (1925)
- Manteau Rouge (1923)
- A Negra (1923)
- São Paulo (1924)
- Morro da Favela (1924)
- A Família (1925)
- Vendedor de Frutas (1925)
- Paisagem com Touro (1925)
- Religião Brasileira (1927)
- O Lago (1928)
- Coração de Jesus (1926)
- O Ovo ou Urutu (1928)
- A Lua (1928)
- Abaporu (1928)
- Cartão Postal (1928)
- Operários (1933)





  
Tem muitas histórias do Brasil nas telas de Tarsila do Amaral
http://revistaescola.abril.com.br/arte/pratica-pedagogica/tem-muitas-historias-brasil-telas-tarsila-424884.shtml





0

Adicionar um comentário

Carregando